Tuesday, 8 June 2010


Resumo da Aula de Comunicação Digital de 26.05.2010

«Google Maps»

A aula de 26 de Maio de 2010 começou com uma apresentação de grupo sobre o
Google Maps, que foi definido como um serviço de pesquisa que disponibiliza mapas e rotas, imagens via satélite e que conta com um Local Business Center.

Adicionalmente, o Google Maps apresenta funcionalidades vantajosas como o serviço de procura de restaurantes, hotéis e bancos, que se adapta aos visitantes e ao estilo do próprio site, permitindo adicionar conteúdos. Assim, estes benefícios explicam o facto de o Google Maps ser utilizado em mais de 150 mil websites, podendo ser utilizado em diversos meios e estando em update constante, inclusive pelo próprio utilizador.

Complementarmente, o grupo aprofundou as funcionalidades do novo serviço específico para telemóveis smartphones da
Google Maps Mobile, que é grátis, disponibiliza diferentes mapas e ainda mais serviços como o GPS, informação do trânsito, acesso ao Google Buzz (rede social rival ao Facebook), entre outros, e, no fundo, acaba por exemplificar a convergência de meios de que Gustavo Cardoso fala.

Neste sentido, o grupo procurou mencionar o
Google Maps Parameters, que é uma tecnologia que permite a adaptação da resolução ao suporte tecnológico utilizado, sublinhando o conceito de prosumer, em que, com a nova tecnologia, o consumidor tem um papel cada vez mais activo. O grupo assinalou particularmente o acesso à informação, a maior eficácia comunicacional, uma experiência comunicacional mais rica e a mediação como as principais vantagens do Google Maps, que apresenta ainda: transparência, imediatismo, conectividade e participação.

Efectivamente, o Google Maps é uma ferramenta inovadora, envolvente e civilizada, que utiliza todo o potencial que a
Web 2.0 tem para oferecer, incluindo mapas em 3D e uma maior velocidade. O grupo concluiu que o Google Maps é um exemplo de Mass Self Communication (teorizada por Manuel Castells), visto que apresenta diversos serviços e aplicações. Adicionalmente, o facto de existir uma tal plataforma influencia a forma como encaramos as distâncias, pensamos e interagimos (McLuhan), já que acabamos dependentes da tecnologia.

Consequentemente, o grupo terminou a sua apresentação afirmando que o Google Maps pode constituir uma afronta à liberdade individual, pois coloca em questão a segurança e pode mesmo gerar medo, devido à evolução tecnológica que facilita a utilização do Google Maps para fins que não os originais.

Google Maps Ad
How to hack into live security cameras and web cams with Google

por Ana Filipa Marques, 130308015

1 comment:

  1. Hoje em dia já é raro recorrer a uma mapa. Desde jovens a adultos quando existe a necessidade de descobrir a localização de um estabelecimento, de uma empresa, de uma rua, basta aceder à Internet e escrever simplesmente o nome de uma rua para que num abrir e fechar de olhos tenhamos à nossa frente a imagem do local, as coordenadas e indicações para lá chegar e até mesmo a imagem real do sítio que procuramos. Hoje em dia já é impensável para muitos não recorrer a esta ferramenta Google que acabou por surgir para nos facilitar a vida.Em permanente evolução e desenvolvimento, a verdade é que este serviço é uma constante no nosso dia-a-dia e acaba por ser uma das melhores inovações tecnológicas ao nosso dispor, criando cada vez uma ligação mais próxima com os seus utilizadores, como por exemplo através da oferta de um mapa interactivo para o Red Bull Air Race no Brasil, a crescente associação a diversas empresas ou até mesmo através da possibilidade de aceder ao Google Maps no telemóvel.

    ReplyDelete